ANEURISMA DA AORTA

Na grande maior parte dos casos, o aneurisma da aorta, seja no busto ou no abdômen, embora de provocar poucos sinais e transformar de maneira silenciosa, é uma enfermidade dramático localizada na maior e mais fundamental artéria do corpo, cuja ofício é racionar sangue para todos os órgãos. De acordo com a Clube Brasileira de Angiologia e de Intervenção Vascular (SBACV), a enfermidade na quantidade abdominal do vaso é de 3 a sete vezes mais comum que no busto, sendo mais comum em homens, especialmente brancos.


O que é aneurisma de aorta?


Trata-se de uma enfermidade caracterizada pela dilatação defeituoso da aorta, com crescimento do diâmetro em mais de 50% do seu massa sui generis. Esta vício é mais comum em pacientes com aterosclerose, no qual há concentração de gordura e racional redução da honra da taipa. A figura de elementos predisponentes como equívocos alimentares, cigarro, obesidade, diabete mellitus ou vida sedentária, pode exacerbar sua peso.


Como posso saber se tenho um aneurisma de aorta?

Saiba Mais: Quando a mais importante artéria do corpo humano sofre dilatações, ocorrem os chamados aneurismas


O aneurisma de aorta pode ser totalmente assintomático. Porém, o resultado da dilatação pode distinguir condensação nas estruturas adjacentes. No momento em que há condensação sobre o entranhas são capazes de acontecer sinais como prisão de ventre ou andaço. No momento em que há condensação das vias urinárias pode ocorrer maior predisposição a infecções urinárias.

Entretanto, dor de forte intensidade, especificamente na região pospositivo das costas, na região cafangar ou também nos patas inferiores, pode ser fundamental demonstração de atento, já que pode significar desenvolvimento estrídulo do aneurisma ou a sua rotura, e exigirá que o médico seja comunicado de imediato.O reconhecimento do aneurisma se baseia na história clínica e exame físico do paciente, porém é sancionado a partir de tomografia, eco magnética ou ultrassom.


Qual é o tratamento para o Aneurisma na Aorta?


Uma vez diagnosticado, a decisão pelo hora certamente de alimentar o aneurisma estará baseada no seu perigo de zanga. Aneurismas com maior perigo para rotura apresentam diâmetro aproximado ou maior que 5,5 cm e / ou uma ágil marcha. Há 2 tratamentos possíveis: o cirúrgico ou o endovascular.No tratamento cirúrgico, que é classicamente mais conhecido e possui maior histórico de orientação, realiza-se a boca do abdômen, abordada do aneurisma, costurando-se uma prótese nas paredes da aorta acima e embaixo do aneurisma comunicando áreas normais.

O tratamento endovascular é mais atual, no entanto apresenta excelentes resultados, especialmente para pacientes com maior perigo de problemas. Nele, tudo é realizado pelo interior dos vasos. Após a punção de uma das artérias da virilha, uma prótese com estrutura metálico e blindagem curto é posicionada, com suas extremidades fixadas nas porções normais do vaso acima e embaixo, para apagar a dilatação.


Quais as benefícios do tratamento endovascular?


A escolha pela técnica endovascular precisa observar se há maior perigo cirurgião do paciente para se reduzir-se ao tratamento cirúrgico, como o praticado em pacientes bastante idosos e, especialmente, fumantes ativos ou com enfermidade pulmonar obstrutiva crônica descompensada ou modificações cardíacas. Nestes pacientes, há um tangível vatagem, com menor perigo de morte no tempo imediato depois de o técnica, além de mais curta e melhor recuperação pós-operatória. Nessas situações o tratamento endovascular, pouco invasivo, é o mais relevante.


Quais as recomendações depois de o tratamento?


Depois de o tratamento endovascular do aneurisma de aorta, todos os pacientes farão orientação a partir de exames de imagem periódicos para seguir a globalização da prótese ao corpo, uma vez que os fenômenos específicos da taipa do vaso poderão distinguir mudanças de parecer da mesma.

FONTE: https://www.r7.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *