Bebe não deixa escova os dentes

Explicar as crianças como surrar os dentes necessita de assiduidade e muita inventiva, porém por mais trabalhosa que a missão se revele, você necessita repetir lhe. “A partir dos 2 anos, são criados os práticas que vão manter-se por toda a vida, os pais não podem se deixar ganhar pela birra ou uma crise de lágrimas “, afirma a odontopediatra antroposófica Carmem Silvia Patriani de Roble, especializada em psicologia.

Até visto que, com um pouco de premência, a dificuldade vai acabar se transformando em razão de farra e todo mundo vai se desavezar na momento de ir para a lavabo em frente do espelho. Se você não vê a momento de atingir essa ciclo, veja as dicas dos especialistas para realizar com que a molecada até canhão para surrar os dentes.

O malogro dos pais

Um dos passos mais essenciais para estimular as crianças a surrar os dentes é o próprio malogro dos pais. O dentista Marcos Moura, presidente da Associação Brasileira de Halitose (ABHA), argumenta que é bastante mais fácil para a criança supervisionar que a escovadela faz parte dos práticas saudáveis no momento em que ela aumenta em um local em que a família, logo após as refeições, escova os dentes, usa o cordão dental e higieniza a linguarão. Afinal de contas, visto que ela necessita mudar a cadarço dental se o pai e a mamãe não fazem o uso de? Os pais são um espelho para os filhos na maior parte das situações, dê malogro.


Um hora família

Como as crianças copiam a postura dos adultos, realizar da escovadela um hora feliz pode ter êxito bastante bem. A dentista infantil antroposófica Carmem Silvia recomenda que pais escovam os dentes juntamente dos filhos, ao sair da cama e antes de se deitar. ” Vale a criança surrar os dentes dos pais e vice-versa, o fundamental é apresentar gosto pela escovadela.” Nessa momento, os pais precisam usufruir para aferir se a criança está escovando os dentes de maneira correta e realizar correções quanto a vigor (a gengiva infantil é bastante bom e pede movimentos delicados para não extorquir ) e intuito dos movimentos da escova (circulares ao fundo e sobe-desce nos dentes da frente ).


O local apropriado

Você já colocou seu filho de pé sobre o vaso sanitário para ele atingir a lavabo do toalete? Se tirou isto, melhor não repetir. De acordo com a odontopediatra Carmem Silvia, é necessário fazer um local sem riscos para a escovadela infantil. ” Já atendi diversos casos em que a criança não gostava de surrar os dentes apenas visto que tinha medo de cair ou visto que já se machucou ao longo a esforço de atingir a torneira”.

Não estamos falando para você desenvolver um novo toalete, porém somente para proporcionar condições adequadas: em vez de colocar o seu filho em cima do vaso sanitário, ofereça um banquinho forte. Outra escolha é utilizar um copinho com água para a criança quantidade enxaguar a boca em vez de se tender na lavabo para atingir torneira.


De aproximado para aproximado

Os pais precisam ser firmes com as crianças, porém isto não significa estresse ou voz alta. “Se for o caso, abaixe para frequentar na mesma altura dele “, afirma a odonpediatra. Para a profissional, é necessário esclarecer de maneira carinhosa aos filhos que eles necessitam surrar os dentes e comentar os vantagens imediatos da saneamento (gostinho bom na boca e dentes mais brancos) sem deixar de nomear a prevenção às cáries.

Incentive oferecendo atenção

Associado das atividades que o seu filho possui gosto. Uma ótima técnica similarmente é incentivar as crianças com mecanismos de correspondência, como jurar escarnecer com ela, montar uma história ou escutar uma som depois de surrar os dentes. A uso calorosa e forte evidência que a missão é fundamental para vocês todos e estimula a criança a assessorar. Apenas não vale deixar para realizar a prometimento mais tarde ou seu filho pode despossar a firmeza no que você diz.


De modo algum ameace ou crie medos

Atemorizar as crianças não é uma ótima saída, ela pode fazer traumas que irão importunar para a saúde bucal dela. O imenso das cáries é uma brincadeira de desastroso estilo, de acordo com o dentista Marcos Moura, presidente da ABHA. Além do avejão do bichinho das cáries, vários pais fazem o uso de o dentista como uma figurante má que possui um motorzinho capaz de torturar crianças desobedientes. ” Anunciar para a criança que vai levá-la ao dentista para ingerir injeção é um engano, a cátedra de dentista é para alimentar os dentes e deixar o satisfação mais sadio, e não um local de tortura “, afirma o presidente da ABHA.


Aconselhar-se um profissional

Vá ao dentista com o seu filho e sente-se na cátedra com despojamento, isto auxilia a combater qualquer tipo de medo. Se possível, rápido seu filho a um consultório odontológico infantil-normalmente, eles são adaptados com um perspectiva educado para a criança, palheta, com lavabo pequenininha, espelho e diversos brinquedos educativos. “Na consulta, aproveite para levar dúvidas e exercitar como realizar e seguir a higienização bucal infantil “, afirma a odontopediatra Carmem Silvia. No consultório, os odontopediatras ensinam as crianças a escovarem os dentes em frente ao espelho.

Acesse Aqui: Escovando os dentes do bebê, movimento de varrer


Realizar da cotidiano um etiqueta

Fazer um etiqueta para o comportamento de surrar o dente é ótimo. Há pais que compram até fantasias para incentivar as crianças a ter gosto pelo hora da escovadela, uma tipo de ” cirurgia em oposição a as cáries”, no momento em que personagens entram em atuação para realizar a higienização bucal. A brincadeira pode ir bastante além, com alguns artifícios como escovas de dente coloridas, que piscam ou apresentam estamparia de personagens. “A som e os livros de historinhas específicos sobre a saúde bucal similarmente são grandes aliados”, afirma a odontopediatra Carmem Silvia.

FONTE:
http://nucleoodontologicoeldorado.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *