É COMUM A PESSOA PASSAR MAIS DE 5 ANOS USANDO APARELHO

A primeira pergunta que vem à cabeça de quem coloca o aparelho fixo é: quanto tempo terei ainda que ficar com ele? frequentemente os tratamentos duram o mesmo tempo? É possível acelerar o tratamento ortodôntico? O fato é que o ambiente de uso pode variar bastante simples esse motivo, porque muitos fatores podem influenciar o processo. Por esse motivo não se assuste caso seja importante passar um período maior com o sistema Para esclarecer essas dúvidas comuns, a cirurgiã-dentista Daniele Haller explica porque o idéias comum de uso do sistema ortodôntico pode variar.

Apesar do período médio do uso de sistema ser em torno de dois anos, é fundamental considerar que cada particularidade importa no administração e, consequentemente, no tempo que é preciso para corrigir a sua situação. “A demora nos tratamentos pode estar relacionada à complexidade do caso, à idade do paciente e à fase de dentição”, explica a dentista.



CADA DETALHE INFLUENCIA NO TEMPO DE TRATAMENTO



Além destes, a profissional O aluno também alerta para os ocorrencias que se prolongam devido à falta de colaboração dos pacientes. “A quebra do sistema faltas sucessivas às consultas de ativação e falta de higiene, que gera inflamação gengival e dificulta o movimento, também são fatores que fazem com que o desenvolvimento dure mais”, completa.



ENTENDA QUANDO OS PACIENTES USAM O APARELHO POR MAIS TEMPO DO QUE O ESPERADO

Saiba Mais: Depois de ter os dentes alinhados pelo aparelho fixo ou removível



Como cada caso apresentam diferentes necessidades e Daniele explica que não é incomum que alguns pacientes tenham que estender o tratamento por até cinco anos, por exemplo. “Nos em ocasiões de  ainda que é necessário acompanhamento entre a dentição mista e a permanente ou cirurgia é preciso aguardar a fase correta de desenvolvimento para algumas intervenções. Por isso, eles podem ser mais demorados”.

Sendo assim, a profissional recomenda a seguir as orientações do seu dentista e cumprir os intervalos entre as consultas para não retardar ainda mais o utilização Além disso, ela adverte sobre os cuidados necessários com a alimentação. “Para evitar a quebra do aparelho, alimentos duros e grudentos como pipoca, amendoins, balas mastigáveis e chicletes devem de continuar de fora da dieta”, esclarece.



É POSSÍVEL ACELERAR O TRATAMENTO ORTODÔNTICO?



Depois de alguns anos usando sistema conter a impaciência em querer ver o sorriso sem a presença dos ferrinhos pode ser uma tarefa difícil. Com isso, algumas pessoas acabam buscando meios para agilizar o processo. Daniele ressalta, no entanto, que não se deve fazer o tratamento norteados nessas técnicas. “Cada indivíduo reage de forma muito peculiar às forças empregadas no tratamento. Alterações hormonais, idade, compleição física, uso de medicamentos e outros fatores diferenciam muito um paciente de outro, modificando consequentemente a reação do organismo e o idéias de movimento. Por isso, devemos sempre demorar em consideração as individualidades de cada um”, concluiu.

FONTE: https://www.r7.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *