Endodontia como fazer

Você sabe o que é endodontia? Não? Mas provavelmente você já ouviu falar de Tratamento de Canal e deve sentir até um frio na espinha ao ler esse nome. Pois não deveria, vamos desmistificar essa técnica, que também pode ser chamada de Endodontia, e te fazer entender melhor o tratamento da parte interna (nervo) do dente.

O Tratamento de Canal é uma técnica aplicada pelo especialista em Endodontia, mas dependendo da complexidade, outros profissionais também podem ajudar ou até mesmo intervir no tratamento.

Quais são os sintomas que devem ser considerados antes de optar pelo tratamento?

Fique atento, uma simples dor de dente já deve ser um bom motivo para você procurar um dentista, porém considere os seguintes sinais que indicam a necessidade do tratamento de canal:

Dor de dente persistente, que potencializa no consumo de alimentos frios ou quentes;

Dor no maxilar superior ou na mandíbula, que pode ser reflexo da inflamação no dente;

Escurecimento do dente também pode ser sinal de infecção;

Saiba Mais: Tratamento de canal de molar com microscópio operatório

Inchaço ao redor do dente inflamado;

Dificuldade na hora de mastigar alimentos;

Se você está sentindo qualquer desses sintomas, procure um especialista e comece agora o tratamento.

Como funciona a Endodontia?

Muitas pessoas acham que o tratamento de canal dói, porém na hora que está sendo feito, o dente é anestesiado e você não sente nada. Mesmo assim, por ser uma pequena cirurgia pode causar certo incômodo depois de um tempo.

O tratamento é a retirada da polpa, que também é chamada de tecido mole, que em muitos casos pode estar inflamado, infectado com alguma bactéria ou até mesmo morto. Ao retirar esse tecido, o endodontista completa o canal com uma obturação, que é um selamento para proteger de futuras infecções e bactérias.

O canal pode ser feito em apenas uma sessão, mas em alguns casos o número de visitas ao dentista pode aumentar, dependendo da complexidade e do grau de inflamação. Complicações no procedimento são possíveis, tanto na hora do tratamento como no pós, assim como em qualquer procedimento.

Por isso, é importante tomar alguns cuidados após o canal ser feito, como evitar a mastigação com o dente afetado, manter a higiene bucal e tomar os medicamentos corretamente.

O que acontece se eu optar por não fazer o tratamento?

Em primeiro lugar, um dente com esse tipo de problema que não é tratado pode virar um núcleo de infecção no organismo todo e isso é extremamente perigoso, porque se a infecção chegar até a corrente sanguínea, o paciente pode ter sérios problemas de saúde.

Além disso, existem outras complicações, como por exemplo a possibilidade da infecção gerar um inchaço exagerado que pode até virar um edema facial, quadro infeccioso totalmente passível de se tornar um problema de saúde gravíssimo, gerando até distúrbios respiratórios.

Como eu faço para prevenir a necessidade do tratamento de canal?

Tudo começa pelos cuidados com a saúde bucal. A escovação diária, as visitas constantes ao dentista para limpezas mais profundas nos dentes, o uso de fio dental e antissépticos bucais são imprescindíveis se você deseja evitar a Endodontia.

As cáries também são grandes responsáveis pela degradação dos dentes. Por isso, o cuidado com as cáries é igualmente importante. Veja as principais recomendações dos dentistas para evitar as cáries:

Escovar dentes após refeições

Fazer tratamentos com flúor

Evitar ingestão demasiada de açúcar

Evitar gomas de mascar

Utilizar enxaguante bucal com frequência

Visitar o dentista de 6 em 6 meses

Clínica odontológica especializada em endodontia

Se você considera a sua saúde bucal importante, procure a Única Clínica de Saúde, pois nós temos os melhores tratamentos e equipamentos de última geração, além de um atendimento personalizado que abrange diversas áreas da odontologia moderna.

FONTE: https://www.r7.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial