Lipoaspiração: Tudo o que você necessita saber sobre a intervenção

A intervenção de lipoaspiração consiste na vontade de gordura a partir de cânulas. Ela pode ser feita em muitas partes do corpo, a partir de que haja gordura localizada. A intervenção pode ser classificada em jovem, média ou grande, diversificando de acordo com a porção de gordura afastamento e partes do corpo abordadas. Frequentemente é retirado, no máximo, 5% do peso do do corpo.

Como é feita a lipoaspiração?

Inicialmente é infiltrada a saída de Klein – composta por soro fisiológico e adrenalina – para coarctar as chances de sangramento e, de modo consequente, de trauma cirúrgico. As cânulas são introduzidas por meio da pele e chegam ao fazenda gorduroso ( mão que vem logo após a pele ), de no qual aspiram – a partir de um sistema de claro – a gordura localizada. Os pontos em que são inseridas as cânulas variam de acordo com a exame do paciente e a técnica usada pelo clínico.


A lipoaspiração pode ser feita com anestesia maior parte, peridural ou local, dependendo da porção de regiões abordadas. Caso a anestesia seja maior parte, há a urgência de intubação orotraqueal e utilização de aparelhos que auxiliam a respiração. Em maior parte, as cicatrizes de lipoaspiração medem cerca de meio centímetro, porém são capazes de ficar aproximadamente imperceptíveis com o tempo, e não geram incômodo.


O mais recomendado é que a lipoaspiração seja realizada com um clínico plástico, profissional aprendido a realizar esse técnica.


Recomendação para a lipoaspiração


“Os candidatos a esta intervenção plástica são pacientes com gordura localizada e que penosamente responde com treinos, dietas ou treinos “, explica o clínico plástico Erick Oliva, braços da Clube Brasileira de Intervenção Plástica. A lipoaspiração não é considerada um tratamento para obesidade, tampouco para emagrecimento. Seu propósito é a modelagem do corpo e não a extinção de peso.

O clínico plástico lembra que a lipoaspiração não é um técnica simples. ” Recentemente vemos uma banalização da lipoaspiração, não obstante, ela é uma intervenção como outra qualquer, que envolve riscas e afazeres específicos”.



Partes do corpo que são capazes de ser lipoaspiradas
A lipoaspiração pode ser feita em qualquer parte do corpo em que haja gordura localizada. Abdômen, região dorsal, coxas, flanco das mamas, membro, submento (papada) são regiões usualmente submetidas a esta intervenção.


É possível realizar a lipo em diversas partes do corpo ao longo a mesma intervenção, não obstante, o clínico plástico Fernando Almeida Prado atento para a valia de que o tempo da intervenção não seja bastante prolongado. ” Similarmente é preciso avaliar a figura de doenças associadas e idade da paciente, a fim de definir o tempo divisa de intervenção “.


Caso sua escolha seja alimentar regiões distintos em cirurgias distintas, não há urgência de tempo mínimo de paragem entre uma lipoaspiração e outra.
Saiba mais: Conheça sete tratamentos estéticos para sensibilizar a gordura localizada.


Tipos de lipo


Lipoaspiração comum: feita com uma cânula que suga a gordura da região selecionada, é feita uma anestesia local com sedação.

Lipoescultura: na lipoescultura além da afastamento da gordura ela pode ser fraude e colocada em outras regiões do corpo, mudando completamente o desenho do corpo.


Vibrolipo: nesse tipo de lipo, é introduzida a cânula, porém realiza-se uma agitação para saída da gordura. Por ser uma jovem oscilação, os riscas e recuperação são semelhantes.


Hidrolipo ou lipoaspiração tumescente: ela utiliza uma saída anestésica ( tragada de tumescente) para diminuir dor no local. Ela similarmente é feita em regiões mais baixos, sendo considerada uma mini-lipo.


Lipoaspiração a laser: além da cânula comum, é introduzida uma fibra auditiva que quebra a couro das células de gordura, fazendo com que ela seja absorvida mais acelerado.

Saiba mais sobre a lipoaspiração a laser.


Mini-lipo: é precisamente como a lipoaspiração comum, porém é feita em uma setor menor, sendo mais ágil e levando somente anestesia local ou peridural.

Tempo da intervenção


“O tempo de duração da lipoaspiração depende bastante da área e setor ser aspirada, porém, em média, o técnica leva de 3 a 4 horas”, explica o clínico plástico da Clube Brasileira de Intervenção Plástica.


Pré-operatório


O paciente precisa corporificar jejum nas oito horas anteriores à intervenção.


Os exames de sangue e cardiológico e a radiografia de busto são essenciais antes da lipoaspiração. O clínico similarmente pode exigir ultrassom da região a ser operada e doppler ( exame que permite a visualização dos vasos sanguíneos) das pernas para afirmar se há trombos na corrente sanguínea.


Cirurgias estéticas associadas


Outras cirurgias estéticas, como a mamoplastia de crescimento, feita com próteses mamárias de silicone, e até mesmo cirurgias faciais são capazes de ser feitas no mesmo hora operatório que a lipoaspiração. ” Não obstante, a orientação atual é para que o tempo de intervenção não seja bastante prolongado, o que pode evidenciar mais a saúde do paciente “.


Contraindicações


Indivíduos que contem várias doenças – como pressão alta, diabete e obesidade – possui o perigo cirúrgico crescido. Dessa forma, precisam frequentar com seu médico sobre a tangível urgência de uma intervenção plástica.

Tempo de internação


Uma lipoaspiração grande pede o mínimo de 24 horas de internação, porém se a intervenção for menor é possível ir ainda que até no mesmo dia.


Recuperação após a lipoaspiração


A recuperação desta intervenção é ágil, já que há poucos ou qualquer ponto de costura cirúrgico. Uma semana em seguida já é possível voltar ao trabalho, a partir de que ele não exija bastante força físico e cerca de um mês em seguida a cotidiano volta completamente ao comum. São capazes de ser importantes medicamento analgésica, que precisa ser prescrita pelo médico, e antibióticos, para proteger-se infecções.


O utilização de cinta modeladora é relevante após a lipoaspiração. ” Ela comprime as regiões lipoaspiradas, contribuindo na modelação da setor, e auxilia a coarctar o inchaço comum após a intervenção “. Essa trem precisa ser usada o dia todo e afastamento somente para o banho.
O retorno à exercício física pode ser realizado de 20 a 30 dias após a intervenção, porém de forma rápido, e com evolução progressiva até que se retorne ao nível de treino antepositivo.


Até o primeiro mês o paciente estará bastante inchado, dessa maneira, o peso permanecerá aproximado. Porém com o mudar do tempo o inchaço diminui. Seis meses é o tempo preciso para que seja averiguado o resultado final. Penosamente o local no qual foi feita a lipoaspiração voltará a ter sarro de gordura. Isto ocorre visto que o algarismo de células de gordura apenas amplifica até a abril. Na vida adulta elas somente evidencia se massa expandido. Dessa maneira, a setor lipoaspirada terá pouco células de gordura, dessa forma não irá engordar com antes.

Resultados da lipoaspiração


De acordo com o clínico plástico Fernando Almeida Prado, a região dorsal, logo acima das sedenho, é a setor com resultados mais satisfatórios em correlação à lipoaspiração. “Nesse caso é possível remover a gordura dos flancos e enxerta-la nos glúteos”.


Riscas da lipoaspiração


Na intervenção de lipoaspiração há as problemas comuns a qualquer intervenção, como sangramento, infecção, trombose venosa, tromboembolismo pulmonar e falta. Os riscas específicos são: stress da região, modificações na pele – como flacidez e rugosidade -, alteração de tinta e até necrose da pele, além, evidente, da contrariedade com os resultados. Veja, também, promessas que a lipoaspiração não pode realizar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *