Para que serve o micropore na rinoplastia

Duas das principais preocupações dos pacientes que se submetem à rinoplastia – intervenção plástica de nariz – são o inchaço e o tempo de recuperação, já que o paciente tardada de 1 a 2 semanas para voltar à cotidiano comum, porém possui o pior de contatar a atenção por no qual vai tendo em ideia a opinião central do órgão na rosto.


Para reintegrar este processamento de recuperação mais acelerado e pouco dolente, o Dr. Alan Landecker, Braços Senhor e Profissional em Intervenção Plástica pela SBCP – Clube Brasileira de Intervenção Plástica, passou a adicionar a triancinolona, um poderoso antiinflamatório apartado da cortisona, no mix de substâncias que já costumam ser aplicadas localmente no nariz, chamado de infiltração, antes da intervenção.

” Este recepção é composto, geralmente, por soro fisiológico, anestésico local e adrenalina. Passamos a adicionar uma equivalência jovem da triancinolona nessa combinação e verificamos a diminuição de cerca de 30% na intensidade do inchaço após a intervenção nos procedimentos que tenho executado, levando a uma fundamental precipitação na recuperação do paciente. Possuimos praticado também uma redução significativa da dor e do rubor”, esclarece o profissional.


O médico explica que, na intervenção de nariz, o paciente encontra-se sob anestesia maior parte, já que o propósito essencial da infiltração é realizar uma vasoconstrição – os vasos que trazem sangue para o nariz são “fechados” para que o sangue seja diferenciado para outras áreas do corpo, técnica que permite ao clínico trabalhar com mais conforto e com pouco sangramento.

“Com essa metodologia, ampliamos os vantagens do recepção para o paciente. Porém, é necessário ter bastante atenção com a porção de triancinolona a ser usada, que precisa ser bastante jovem. Se for adicionada uma porção grande de antiinflamatório, pode provocar ao afinamento da pele do nariz e à degeneração dos tecidos”, ressalta.

Saiba Mais: Algumas técnicas cirúrgicas, aparentemente, não deixam nenhuma marca, tais como as cirurgias


Dr. Alan Landecker passou a utilizar essa elemento nas rinoplastias que faz no Brasil há cerca de um ano e meio. Essa novidade foi baseada numa apresentação proferida pelo médico otomano Dr. Onur Erol, ao longo o Dallas Rhinoplasty Symposium ( curso teórico-prático em intervenção de nariz, executado anualmente em Dallas, Texas – EUA), do qual é instrutor.


A recuperação após a rinoplastia


De acordo com Dr. Alan Landecker, a recuperação de uma intervenção de nariz ocorre da posterior maneira: a indivíduo possui um inchaço expressivo até o alcoviteiro dia. Este inchaço vai diminuindo até o sétimo dia, no momento em que são retirados os curativos. Em maior parte, uma grande benefício será notada depois de 1 a 2 semanas, no momento em que o paciente será capaz de voltar ao trabalho.

Depois de um mês da intervenção, o inchaço é quase insignificante às indivíduos que convivem com o paciente. Porém, clinicamente, sabe-se que cerca de 80% do inchaço desaparece nos primeiros 90 a 120 dias, porém os 20% restantes demoram de 1 ano a 3 anos. ” Dessa forma, a avaliação do resultado final da plástica no nariz requer assiduidade. É fundamental reforçar apesar de que o clínico plástico deverá acompanhar de próximo a evolução do paciente após a intervenção “, finaliza o médico.

FONTE: https://www.r7.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial