Promoção da saúde e odontologia preventiva

Melhor proteger-se que atenuar. Esta é uma expressão conhecida e que pode ser usada em muitas situações. Até mesmo para esclarecer o preceito da Odontologia Preventiva. Para que as doenças bucais não apareçam há inúmeras informações para o dia a dia de todas as indivíduos.


Atividades simples, porém que se realizadas de forma adequada são capazes de proteger-se as doenças que mais acometem a oco bucal, como as cáries dentárias e as doenças periodontais, e similarmente outras mais sérias, como um câncer bucal por exemplo.


Além destas doenças mais conhecidas e mais incidentes, há aquelas que são capazes de ter início por causa de às modificações na oco bucal. Há, até mesmo, doenças cardiovasculares que são capazes de ser evitadas se a saúde bucal do paciente estiver em dia.


É evidente que ninguém pretende ficar alucinado

Além dos incômodos físicos, há os males econômicos. Gastos com remédios, com tratamentos e até mesmo com procedimentos cirúrgicos. Se levarmos em conta tudo isto, vamos afirmar que a prevenção é bastante mais vantajosa, em todos os perspectivas.
Dessa forma dedicamos esse post às postura simples de preservar os dentes saudáveis, e seguir o que antevê a odontologia preventiva.


Escovadela correta dos dentes


A escovadela dos dentes, ao menos 3 vezes ao dia, pode parecer uma orientação simples demais. Porém é constantemente bom ressaltar. Há postura mecânicas e químicas de se proteger-se doenças bucais, e entre as mecânicas a escovadela é a mais simples e a mais indicada similarmente, devido a seu fim.


A escovadela correta e com a frequência indicada evita o concentração do biofilme dentário, e de modo consequente a fabricação de microcolônias de bactérias que resultam na consumição dentária nos dentes, e na enfermidade periodontal no argola de fibra dos dentes e da gengiva.


A escovadela é auxiliada ao utilização dos dentifrícios – pastas e géis – que utilizam os agentes químicos para evitar as doenças. Neste caso o controle braçal é amigo ao controle químico, que utiliza agentes que alteram a desempenho das bactérias na oco bucal.


Utilização do cordão dental


O utilização do cordão dental similarmente faz parte do controle braçal das doenças bucais, e é uma das postura de se preservar os dentes saudáveis pela odontologia preventiva. Várias vezes, a escova dental não alcança todos os locais em que as bactérias estão agindo na oco bucal.


E apenas o utilização do cordão dental é que vai evitar que o biofilme dentário se acumule, se fixe no esmalte dentário, e se calcifique. A escovadela e o cordão dental quebram esse ciclo e evitam algumas doenças.


Afazeres com a refeição similarmente envolvem a odontologia preventiva


Até mesmo as crianças sabem que o açúcar faz mal aos dentes. E esta não é apenas história contada pelos pais para que os pequenos não abusem dos doces. Há açúcares que possui potencialidade de levedação, e em contato com as bactérias alteram o PH do esmalte dos dentes o que pleito a sua desmineralização, e a racional consumição dentária.


Dessa forma uma regime balanceada é recomendada na odontologia preventiva. Isto não ou seja que a odontologia proíba o uso destes açúcares, porém efetivamente que recomenda que esses não sejam consumidos em horários aleatórios, como no meio da tarde, no momento em que não haverá escovadela logo após o uso.


Visitas Regulares ao dentista


Estas atividades feitas no dia a dia aliadas a visitas regulares ao dentista garantem o fim da odontologia preventiva. Além das orientações, o profissional será capaz de afirmar, por meio da investigação, se o paciente está procedendo de modo correto à escovadela e a higiene bucal.

Saiba Mais: Aborda a importância dos aspectos da saúde


Além disso, há urgência de corporificar a higienização profunda dos dentes. E isso apenas pode ser executado nos consultórios dentários, com profissionais graduados em odontologia.


Como vimos, a odontologia preventiva é primordial para evitar as doenças bucais. Se também tiver incerteza, não deixe de responder os profissionais que fazem parte das equipes odontológicas. Além do dentista, o Ajudar e o Técnico de Saúde Bucal estão aptos a anunciar sobre à melhoria da saúde bucal.

FONTE: https://www.r7.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *